Coluna Analógica

As melhores analogias Geek-Cristãs

Entrevistas

Papo com personalidades do meio cristão e do meio nerd

Cartoons Ronan Pedrosa

Os quadrinhos exclusivos do blog Gospel e Nerd

Matérias Curiosas

Singularidades da cultura pop!

Galeria Nerd

Ilustrações memoráveis de artistas épicos

Anuncie aqui

Saiba as vantagens de anunciar sua empresa, loja ou site aqui!

As artes Bíblicas de Gonzalo Arias

O Gospel e Nerd está retornando com o espaço para ilustrações. Aqui, prestigiamos artistas que, ainda que não sejam cristãos, fazem representações memoráveis da Bíblia ou de temática cristã.
Esta é a vez de Gonzalo Ordóñez Arias (ou Genzoman, como é conhecido em seu DeviantArt). 
Gonzalo é chileno e desenha de tudo. Porém, é de fácil percepção que uma de suas principais inspirações são as crenças do mundo. Em seu portfólio encontramos ilustrações de Zeus, Thor, Dragões, mas também cenas bíblicas clássicas como Davi vs. Golias e o Êxodo.
Seu traço valoriza bastante as simbologias mitológicas (não querendo aqui dizer que a Bíblia seja mitologia) em todos os seus aspetos: a perfeição do corpo, o espírito de batalha e a noção de triunfo.
Confira algumas delas (clique nas imagens para uma melhor visualização):

A Criação
Anjo Gabriel

Gandalf Bíblico

O que eu imagino quando leio esse texto. Vai dizer que não faz sentido? 

Os Teólogos do Medo da DC

Faz algumas semanas que li uma coluna de Fernando Passarelli, referindo-se a chamada teologia do medo comparando com as ações do Cavaleiro das Trevas em obter justiça e ordem através do medo. Não querendo fazer uma continuidade do trabalho do autor, pretendo fornecer dois exemplos dentro do Universo DC (não poderia ser diferente), bem como duas abordagens de atuar mediante o medo, a fim de pensarmos como lidar com essa questão.
Antes de tudo, compartilho a maneira como vou trabalhar com o conceito Teologia do Medo (e teólogos do medo): corrente de pensamento que trabalha com a premissa da existência do Diabo (que é uma verdade) capaz de agir no ser humano pela desgraça, maldade e sofrimento (com isso, o pensamento desandou do que o Cristianismo nos ensina). Dessa forma, as vítimas atingidas por esse discurso, são tomadas por um medo e pavor, reagindo de duas formas: negando o discurso e vivendo suas vidas acreditando em sorte e acaso (coisas ruins acontecem, faz parte da vida); ou o desespero de vir a cair nas mãos de Satanás, e para evitar isso, tornam-se submissas a esses teólogos, atribuindo a eles servidão e submissão que não lhes caberia. A esse segundo grupo que gostaria de analisar nesse texto.
Agora vamos aos exemplos dos quadrinhos onde encontramos esses teólogos (e o que a teologia do medo denomina por Diabo, essas personagens intitulam o Caos, o Mal, a Sociedade Corrupta e por aí vai): Thaal Sinestro (criado por John Broome), em 1961 e Jonathan Crane, o Espantalho (criado por Bill Finger, em 1941). Ambos possuem origens interessantes que nos levam até a compreender suas atitudes. Não caia nesse erro!

Bat-Exorcismo

Esse aí nem o Edir consegue tirar!
Tirinha do DRAGONARTE

Awesome Mix Vol.1

Pode vir o mimimi, mas eu vou continuar curtindo!

Davi x Golias

Esse aí teve mãozinha divina!

Águia nos Days

Michael W. Smith só observa!

Apelão!

Olha Cristo evitando uma Guerra Civil‬!
E discordando do Capitão, Jesus tem muita GRAÇA sim! kk
Vi lá no Vestigia.

Batman e a teologia do medo

A arma mais eficiente de Batman não está guardada no seu uniforme, nem no seu carro, nem na caverna onde aprimora suas técnicas de luta. Também não é de outro planeta – como presente de um alienígena, nem foi desenvolvida nas modernas indústrias de Bruce Wayne. Veio com muito estudo e planejamento. E sem essa arma Batman não seria o mito que conhecemos.
Ela é tão eficiente que compensa a falta de capacidades extra-humanas. Usada até contra os aliados do herói, é unanimidade entre os roteiristas das histórias do personagem. Basta qualquer um se aproximar do homem-morcego para sofrer os efeitos dela.
A arma mais eficiente de Batman é o medo.
“Criminosos são supersticioso e covardes; então meu disfarce deve ser capaz de levar terror aos seus corações; eu devo me tornar uma criatura de noite, negra, terrível (…) Eu devo me tornar um morcergo.”
Essa frase clássica do herói está na sua origem. É assim que Bruce Wayne justifica sua decisão pelo uniforme do homem-morcego. Movendo-se pela escuridão, com habilidade alcançada por um treinamento intenso, Batman surpreende os marginais. Quando os encontra, se ainda estiverem conscientes, não vão conseguir esconder nada. Nem dinheiro, nem drogas, nem a mais sigilosa informação. Não é preciso ser rápido, nem selvagem. Freqüentemente, o cavaleiro das trevas não diz nada. O medo invade o ambiente assim que sua presença é notada. Tem sido assim desde que ele começou sua jornada, como está registrado na história “Ano Um”: “O uniforme funciona melhor do que eu esperava; eles ficam estarrecidos e me dão tudo o tempo do mundo.”

Vestigia Gospel e Nerd

Olha só a ÉPICA homenagem que a equipe do Vestigia fez para o Blog Gospel e Nerd!!! Se você gosta de tirinhas cristãs em traço de mangá, acesse: https://vestigiahq.wordpress.com/ e curta a page deles no facebook!


Quem nunca?

Esse sentimento às vezes reveza com aquele em que sou um jedi!

A Explicação

Cara, uma palavra pra essa foto: Épica!

De longe um dos posts mais épicos do blog

♫ Sua adoração é tão extravagante ♪
♫ Que deixou meu coração doente ♪
♫ Me dê a mão, pra fazer a transferência de geração ♪
Post em parceria com Profeta Erezias e o Profetirando!