O Crente e a enganação

Esse texto é mais um desabafo do que um artigo propriamente dito, então não estranhe se eu for bem enfático no que vou escrever agora, aliás, peço desculpas por usar um personagem tão legal do modo que usarei, já pedi desculpas para o Alan Moore também, e, queria deixar uma dica, leiam Hellblazer, sério, acho que deveria ser tema de Escola Bíblica, inclusive. Pois bem, vamos ao texto.
Arrogante, negligente e enganador, John Constantine é um mago, ainda que use seus poderes de forma um tanto sutil. Tem vastos conhecimentos sobre ocultismo, demonologia e outros assuntos obscuros. Esse personagem foi criado por Alan Moore, como um mero figurante da revista Monstro do Pântano, mas se popularizou rapidamente. Criado por Moore para satisfazer o pedido dos então desenhistas da revista, Steve Bissette e John Totleben , eles queriam ter um personagem fisicamente parecido com o cantor Sting nas histórias. Um ano depois de sua primeira aparição, ganhou sua própria revista, Hellblazer, escrita durante muito tempo por Jamie Delano e ilustrada por John Ridgway. Esses dois tiveram sua carreira permanentemente ligada ao personagem, que também já passou pelas mãos de Garth Ennis, Neil Gaiman, Grant Morrison, Warren Ellis, Brian Azzarello, Steve Dillon, Guy Davis, Marcelo Frustin e outros*.

Às vezes eu vejo alguns irmãos conversando sobre “mistérios”, “coisas da fé”, e outras coisas parecidas e fico me perguntando – “De onde que esse pessoal tira essas coisas meu Deus?”. Não é preciso ser um teólogo ou estudante de teologia para saber que existe muito ocultismo, misticismo e até bruxaria dentro de muitas igrejas, não só no Brasil, mas no mundo afora, e é incrível como as pessoas são levadas ao erro de forma tão fácil.
Ao observar coisas como “maldição hereditária”, “unção apostólica”, “sessões do descarrego”, “cultos de libertação e milagres” e outras coisas parecidas, percebo que as pessoas, de um modo geral, estão mais ligadas ao sobrenatural do que na própria Palavra de Deus que nos foi deixada a custo de muito sangue derramado e muitas vidas sacrificadas. Como está escrito em Oséias 4, “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento...”
É bem verdade que muitas pessoas que se encontram em engano possuem um coração sincero em obedecer e amar o Senhor. Mesmo alguns líderes que disseminam heresias por aí, o fazem na inocência de quem não conhece a Palavra ou na ilusão de quem se perdeu por algum motivo. Não dá para sair condenando todo mundo que erra, embora o erro necessite de correção, o errado às vezes precisa mais de compreensão e cuidado do que apenas a vara da condenação pública.
Entretanto, existem aqueles que são verdadeiros magos, feiticeiros de curas e milagres, capazes de expulsar demônios e de realizarem maravilhas em pleno púlpito, além de coisas que nem o Mister M. poderia explicar. Verdadeiros “Constantines” (eu to fazendo esse texto com lágrima nos olhos, Constantine é um dos meus favoritos, me perdoe Alan Moore, me perdoe), mestres na arte de enganar e de ludibriar o povo. Assim como Constantine, não fazem grandes apresentações, são mais dados ao diálogo do que a ação propriamente dita, enganam o povo com sua lábia quase infinita, embora não dê para desculpar todos os que se enganam, alguns são levados pela própria cobiça. Disseminam heresias e mais heresias, tudo em prol de seu bem-estar e de seu conforto, assim como para a manutenção de seu “poder” sobre o povo.
Constantine é conhecido por enganar o diabo (sim, o próprio), esses Pastores e líderes são conhecidos por enganarem o povo com seus desejos avarentos e cheios de cobiça, prometendo mundos e fundos para suas ovelhas, mas que assim como o mago britânico, só querem saber de ter alguma vantagem sobre os outros.
Se John Constantine é um anti-herói em suas histórias, alguém que mesmo usando métodos sujos acaba salvando o dia (normalmente só a própria pele mesmo), os grandes bruxos das igrejas terminarão por levar consigo uma grande parte de pessoas para a condenação, repetindo a história descrita em Oséias 4. 6-9 – “Meu povo foi destruído por falta de conhecimento. ‘Uma vez que vocês rejeitaram o conhecimento, eu também os rejeito como meus sacerdotes; uma vez que vocês ignoraram a lei do seu Deus, eu também ignorarei seus filhos. Quanto mais aumentaram os sacerdotes, mais eles pecaram contra mim; trocaram a Glória deles por algo vergonhoso. Eles se alimentam dos pecados do meu povo e têm prazer em sua iniquidade. Portanto, castigarei tanto o povo quanto os sacerdotes por causa dos seus caminhos, e lhes retribuirei seus atos.’”.

Que Deus tenha misericórdia do seu povo...
*Fonte: Wikipedia

Samuel Soares tem 25 anos, é auxiliar de TI, membro da Igreja Batista Aliança em Fortaleza - CE, e como é de se notar, um mega fã e entendido de cultura nerd.