10 Super-Heróis e suas religiões [3]

"A grande maioria dos super-heróis da cultura popular manifestam sua religião, seja de maneira declarada ou sutil. É certo que nem todos possuem religião, sendo que uma boa parcela deles pode ser considerada agnóstica ou até mesmo ateísta. E são raros os casos em que a religião é expressada de forma absolutamente explícita." (Giordano Cimadon, do Sociedade Gnóstica).
Já foram publicadas aqui no Gospel e Nerd duas matérias sobre a religião dos super-heróis. Desta vez, o texto é do Legião dos Heróis, onde vemos uma nova análise de alguns heróis e as religiões as quais nunca imaginaríamos que pertenciam!
A religião, em diversas formas, sempre esteve presente na história da humanidade. Com os quadrinhos as coisas não são diferentes. Confira aqui, 10 super-heróis e suas respectivas religiões.
Muitos fãs de quadrinhos podem não saber a religião d’O Coisa, ou em qual religião o Batman foi criado, mas a religião dos personagens, muitas vezes, fazem grande parte da formação de seu caráter.

Superman - Metodista
Em algumas versões do personagem, anterior a seu “retcon” em 1986 por John Byrne, Kal-El ainda havia vivido por um tempo em Krypton antes de vir para a terra. Assim, possuía uma religião kryptoniana. O Super-Homem era crente no deus Rao. As citações a Rao eram comuns durante o final dos anos 70 e durante os 80, até sua história de origem ser modificada.
Após a “retcon”, Clark Kent passou a ser um cristão metodista. Quando crescendo em Smallville, Clark ia todos os domingos com Martha à igreja. Clark parou de ir a igreja quando seus poderes se manifestaram. Ele diz a Lois Lane que com sua visão de raio-x, super audição e outras habilidades, ele sabia muita coisa sobre a vida dos frequentadores, sobre suas mentiras, seus problemas, suas vidas. Assim, ele parou de frequentar a igreja, ou então perderia sua fé nas pessoas.
Contudo, Clark ainda visita o ministro de sua igreja frequentemente, mesmo após ter virado o Superman, isso não significa que ele atenda as reuniões.
Batman - Ateísta
A maior dúvida sobre a religião do Batman é se ele era católico ou episcopal, com diversos escritores colocando uma ou outra. O consenso geral é que Batman, atualmente, não vai a igreja e muito menos crê em qualquer religião.
Contudo, muitos roteiristas parecem se esquecer desse fato e, vez ou outra, colocar um “Graças a Deus” ou “que Deus tenha piedade de sua alma” nas suas histórias. Porém, todas podem ser explicadas como maneiras de falar, já que Bruce foi criado por pais católicos que lhe ensinaram a rezar todas as noites.
Além disso, muitos se esquecem do tempo que Bruce passou no oriente, aprendendo artes marciais e, junto disso, religiões orientais. Tendo participado de diversos rituais budistas, além de ser adepto de meditação. Ainda assim, o Cavaleiro das Trevas não é afiliado a qualquer religião, ou acredita em um ser superior.
Asa Noturna - Roma/Católico
Dick Grayson é filho de artistas Roma/Ciganos que trabalhavam como artistas circenses, porém não se sabe até qual ponto o jovem Dick foi criado na maneira Roma. Ao ter ido morar com Bruce, teve sua personalidade moldada. Ainda assim, muitos escritores dizem que Dick não se tornou tão sombrio e infeliz por causa de sua religião. E tendo mudado pra o Cristianismo, ele passou a aceitar e compreender melhor o Batman.
Mesmo não sento ativo na vida religiosa, Dick possui diversos livros católicos e evangélicos em sua casa. E durante os anos, vem cada vez mais sendo retratado como um personagem praticante e declaradamente católico.
Zatanna - Dianismo Feminista/Wicca/Religiosamente Eclética
A única vez em que Zatanna Zatara teve suas crenças explicitamente ditas foi em “Zatanna: Come Together”, onde é mostrado que ela é uma wicca - que segue a ordem do Dianismo Feminista, onde apenas mulheres podem praticar magia - e participa de um coven em São Francisco.
Contudo, Zatanna sempre é representada como sendo “religiosamente eclética”. Ela usa expressões e palavrões utilizando deidades criadas por H.P. Lovecraft, além de ter ligações a outras religiões como catolicismo e budismo. É compreensível que Zatanna, mesmo sendo mais ligada ao ocultismo, prefira não se ligar totalmente a uma religião, pois como dito por ela em “Justice League of America” #246: “Qualquer crença que seja mantida muito firme irá destruir aquele que crê. Até mesmo a crença na mágica.”
Sr. Fantástico - Humanitário
Reed Richards sempre teve valores morais fortes e muita virtude, porém ele nunca fez parte de qualquer organização religiosa. Diferente de muitos outros heróis e vilões levados pela ciência, Richards sempre demonstrou compaixão, até mesmo por seus inimigos. Ele não é um pacifista, mas entre os heróis da Marvel, o Sr. Fantástico é um dos menos violentos, chegando até mesmo a poupar a vida de Galactus.
Mesmo não sendo religioso, Richards “acredita” em Deus, ou outra força superior a qual não pode explicar através da ciência. Mesmo tendo conhecido Deus (ou One-Above-All, no universo Marvel), a verdadeira crença de Reed está na moral e razão humana, na ética e na justiça social, além de crer que as dogmas religiosas não devem ser aceitas apenas por fé ou paixão, mas sim que devem ser discutidas e estudadas.
Viúva Negra - Cristã Ortodoxa Russa
A Viúva negra é uma Ortodoxa Russa, porém ela não é nada fiel. Não foram poucas às vezes em que Natalia Romanova foi mostrada em uma igreja se confessando. Segundo alguns autores, contudo, ela tinha apenas um desejo de se confessar, não tendo um significado maior para ela, além de ajudar a limpar sua mente.
Contudo, muitas pessoas ainda tem dúvidas quanto a religião da Viúva Negra, acreditando que ela pode ser Católica. Porém, a Marvel (quase) sempre coloca em heróis estrangeiros a religião de maior dominância na região de onde eles vieram. Assim, Viúva Negra seria, definitivamente, uma Cristã Ortodoxa.
Wolverine - Budista
Muitos fãs colocam Wolverine como ateísta, contudo, ele é um personagem complexo e com diversas histórias. O personagem já mostrou frustração e descrença em Deus em histórias isoladas.
Contudo, Wolverine passou um bom tempo no Japão, estudando artes marciais e religiões orientais. E o mais importante, diversas vezes foi mostrado rezando em templos budistas e xintoístas, além de participar de cerimônias budistas tanto nos quadrinhos quanto desenhos animados. Porém, Wolverine nunca se identificou explicitamente como budista, porém é a religião que ele, aparentemente, mais respeita. Quando criança ele aparentemente foi criado como cristão, porém, como grande parte do inicio de sua vida foi esquecida por ele durante um longo tempo, o budismo e os ideias de Xavier foram os mais importantes na formação do atual Wolverine.
O Coisa - Judeu
Stan Lee e Jack Kirby, criadores do personagem e também Judeus, fizeram esta a religião do personagem desde o inicio. O nome dele, Benjamin Jacob Grimm, é por muitos considerado um “nome judeu”. Porém, durante anos a Marvel sempre se recusou a falar, explicitamente a religião de diversos personagens, os mostrando apenas em igrejas, e outros templos.
Quatro décadas depois de sua criação, em 2002, a religião judia de Bem Grimm foi revelada. Mesmo não indo para a sinagoga quando adulto, O Coisa ainda se lembra e algumas vezes faz orações judias, além de pensar em si mesmo como judeu.
O Hulk - Católico
O Hulk visto no universo principal da Marvel é um católico que abandonou a igreja e seus dogmas, assim, ele normalmente não faz qualquer referencia religiosa em suas histórias. Melhor sendo classificado como “não-religioso”, o Dr. Bruce Banner se casou com Betty Ross em uma igreja católica, sem falar que antes disso, a atual Mulher-Hulk Vermelha estava estudando para se tornar uma freira!
Antes acreditava-se que o Hulk era um ateísta, ou simplesmente não ligava para qualquer religião. Contudo, na revista Newsweek, de 2006, Michael Kress e Steven Waldman confirmaram que Banner é um católico que abandonou a religião. O Hulk do universo Ultimate é revelado ser um católico que ainda crê nos dogmas da igreja e em vida pós-morte.
Ms Marvel - Muçulmana
A religião de Kamala Khan faz grande parte de suas histórias e caráter. Ainda assim, Kamala Khan é gente como a gente, e isso faz com que ela seja uma das novas heroínas mais amadas de sua geração. Filha de imigrantes paquistaneses, a nova Ms. Marvel frequenta a mesquita e estuda o Alcorão. Ainda assim tenta, ao máximo, fazer com que sua religião não a defina totalmente, e seja apenas mais uma das coisas que fazer dela tão especial.
Tendo que lidar com um irmão mias extremista, Ms. Marvel é uma das poucas heroínas que, assim como Noturno, Pó e Monet, é altamente influenciada por sua religião, porém não deixa que ela seja tudo aquilo no qual acredita.
E essa é a lista, havia algum herói que você não sabia a religião? É um assunto que normalmente não vemos ser realmente trabalhados - exceto raras exceções - nos quadrinhos. Deixe sua opinião logo abaixo!
Por Leo Gravena, do Legião dos Heróis