Coluna Analógica

As melhores analogias Geek-Cristãs

Entrevistas

Papo com personalidades do meio cristão e do meio nerd

Cartoons Ronan Pedrosa

Os quadrinhos exclusivos do blog Gospel e Nerd

Matérias Curiosas

Singularidades da cultura pop!

Galeria Nerd

Ilustrações memoráveis de artistas épicos

Anuncie aqui

Saiba as vantagens de anunciar sua empresa, loja ou site aqui!

Entenda como Superman guarda sua identidade secreta

Post para vocês que, como muitos, se perguntam "como uns simples óculos podem fazer com que as pessoas não reconheçam que Superman é Clark Kent?".
Em uma HQ antiga, existe uma explicação até que satisfatória com relação a este questionamento. Confira:
Eu não tenho lentes de Krypton e ninguém me reconhece sem meus óculos. FALSE!

Filme “Deus não está morto” é sucesso nas redes sociais

Uma das grandes promessas de sucesso para filmes cristãos em 2014 é God’s not Dead [Deus não está morto]. Seu roteiro é baseado na faixa-título do último CD do grupo gospel Newsboys.
O trailer do longa está atraindo muita atenção no Facebook. O roteiro mostra um debate sobre a existência de Deus e a defesa da fé no ambiente universitário. Até agora, foram cerca de 5 milhões de acessos, mais de 1 milhão de curtidas e o material foi compartilhado mais de 700.000 vezes.
A LifeWay Films está trabalhando com igrejas de todos os Estados Unidos para que se envolvam com a divulgação do filme. O alvo principal são os estudantes cristãos que estão na universidade, pois é nessa época que estatisticamente a maioria deles se afasta da fé ou mesmo abandona a igreja.
O ator e produtor David AR White vive o como o pastor Dave, que acompanha Josh Wheaton, (Shane Harper) durante  seu primeiro semestre na faculdade. A fé de Josh é testada nas aulas do professor de filosofia Dr. Radisson (Kevin Sorbo).
Ele exige que todos os seus alunos assinem uma declaração dizendo: “Deus está morto”. Só assim receberão aprovação no final do semestre. Quando Josh se recusa, é desafiado por Radisson a defender sua crença que Deus está vivo em uma série de debates com o professor durante as aulas. Na verdade, Radisson foi crente na juventude mas perdeu a fé quando seu irmão morreu de câncer e ele culpa Deus até hoje.
O filme conta com participações especiais do grupo Newsboys, que canta durante o filme. Seus atores principais são conhecidos do grande público. Harper fazia parte do seriado da Disney “Boa Sorte, Charlie” e Sorbo protagonizava a série Hércules na década de 1990. Há uma participação especial de Dean Cain, intérprete do Super-Homem no seriado Lois & Clark: As Novas Aventuras do Superman.
Segundo os redatores, a inspiração veio da letra da música dos Newsboys, God is not dead (like a lion) que diz “Meu Deus não está morto/Ele certamente vive/Está vivendo no meu interior/Rugindo como um leão/Deixe a esperança surgir e acabar com a escuridão/Minha fé está morta/Eu preciso de uma ressureição /Deixe o céu rugir e o fogo cair/Deixe o chão tremer/Com o som do avivamento”. Com informações Charisma News.
Assista o trailer:

Também do Gospel Prime.

Gueto Gospel - LU&TERO com Marcos Botelho

Eu sei que o vídeo é velho, mas acho incrível a argumentação do Marcos Botelho sobre o termo "gospel". Confiram:

Ainda bem que o blog não tem "Gospel" no nome.

5 lições bíblicas de “O Hobbit: A Desolação de Smaug”

Assim como C.S Lewis e suas Crônicas de Nárnia, J.R.R. Tolkien lança em seus livros infanto-juvenis elementos que refletem a fé cristã do seu autor. Não são menções claras, mas ao longo da trama podem ser percebidas em palavras e atitudes, afinal as histórias não se passam neste mundo. O novo capítulo da trilogia do Hobbit é um dos grandes lançamentos de cinema do ano. O site Christian Post selecionou cinco lições claras do Antigo e do Novo Testamento presentes no longa.

1. A corrupção da ganância

Um dos temas nos livros de JRR Tolkien que refletem partes do ensinamento de Cristo é que a ganância e o amor ao dinheiro pode corromper a alma do ser humano. Um dos personagens principais da narrativa, o anão Thorin Escudo de Carvalho, investe tudo que tem para recuperar a riqueza que está na montanha e com isso também ganhar poder. Por isso, arrisca até a vida para tirá-lo do dragão (símbolo bíblico do mal). Se levarmos em conta outras lições similares presentes na trilogia o Senhor dos Anéis, o novo Hobbit também ensina que “o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males”.

Céu, Lindo Céu

Só pra encerrar a piadinha de ontem!

Terceiro Cell

Sim, os melhores amigos são aqueles que te reprimem muito antes de você fazer aquela piada ridícula! 

Lógica das Mães

AAAAiiiiii geeeeentteeee!!! Lindinhaaaa!!

A Oficina

Pois é... O velho ditado é sábio.
Outra do Will Tirando.

Pastor manda fiéis comerem grama

Rapaz, é tanta falta de sabedoria que eu fico até triste vendo um negócio desse.
Não acredita? A notícia está AQUI.

Novo filme dos X-Men poderá usar trechos do Apocalipse

A recente tendência de Hollywood investir em filmes que façam alusão às histórias bíblicas parece ter chegado aos filmes de “super-heróis” dos quadrinhos, como os X-Men.
O projeto do filme “X-Men Apocalipse”, a ser lançado em 2016, poderá relacionar as profecias bíblicas com os acontecimentos ficcionais da franquia.
O diretor do filme atual, “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”, Bryan Singer, sugeriu que o próximo longa-metragem poderá mesclar histórias em quadrinhos com relatos bíblicos: “Algo que acontece neste filme causa os acontecimentos de Apocalipse”, disse o cineasta, segundo informações do site Omelete.
Nas histórias em quadrinhos, Apocalipse é o nome de um dos maiores vilões da saga e o nascimento do personagem na ficção acontece 3.200 anos antes de Cristo, atravessando diferentes eras e vivenciando o surgimento do cristianismo.
O diretor, que é corroteirista e produtor do próximo filme, acredita ser possível aproveitar o gancho do nome do vilão com a tendência atual de usar temas religiosos em filmes, para criar uma especulação do que teria sido a origem dos mutantes da história e creditar a eles a predição dos relatos apocalípticos.
“O filme contará momentos históricos para os mutantes, como suas origens e seu passado distante. Coisas assim. É algo que sempre me intrigou quando penso sobre nossos deuses e histórias sobre milagres e poderes”, disse Singer, sugerindo que misturará religião e super-heróis.
Por Tiago Chagas, via Gospel+.