A história de Superman é baseada na história de Jesus

Todo o mundo nerd está agitado aguardando a chegada do novo filme do Superman: "Man of Steel". Desde Superman II (1980) não se fez mais filmes bons do herói, mas agora a direção e os trailers prometem um filme de outro planeta! Deixando a ansiedade de lado, vamos à uma curiosidade já muito debatida sobre o Kryptoniano.
Leia Mais:

Criado por Joe Shuster e Jerry Siegel, ambos judeus, Superman teve sua primeira aparição em 1938. Desde então virou um ícone de sucesso em todo mundo e um herói muito querido por todos. Mas é claro que não dá para negar que sua história tem uma grande semelhança com uma outra que nós conhecemos muito bem!
Jor-el ao enviar seu filho à Terra, o livrando da catástrofe de seu planeta natal diz: "Tudo o que sou, tudo o que sei eu transmito a você, meu filho. E o filho se torna o pai e o pai se torna o filho" (Filme Superman 1978). Frase que mostra uma uni personalidade entre pai e filho, bem semelhante ao texto de João 10:30: "Eu e o Pai somos um".
Os pais adotivos de Superman, Martha e Jonathan Kent, representam respectivamente Mary (Maria) e Joseph (José); de fato, o nome original de Martha era Mary e o nome do meio de Jonathan continua Joseph. O nome da família biológica de Superman, El, é uma palavra hebraica para Deus. Da mesma forma que a história de Cristo, El (Deus) o pai envia o filho para Terra, para ser o protetor da mesma e “para mostrar-lhes o caminho”. Clark, assim como Cristo, viaja sozinho para uma região remota (Clark para o Ártico e Cristo para o deserto) e aos 30 anos de idade ele se torna Superman, a mesma idade que Jesus começou a ministrar.*
Dentre a grande variedade de analogias, podemos destacar também a história do novo vilão, o General Zod, que liderou uma revolução para a tomada do poder em Krypton e por causa disso foi exilado, junto com seus seguidores, na Zona Fantasma. Isso lembra algo bíblico ao leitor?
Minha intenção porém ao apresentar estas informações não é fazer o leitor achar que isso é uma blasfêmia ou dar uma de crente chato dizendo que existem mensagens subliminares na história do super-herói, mas sim chamar atenção à curiosidade das semelhanças. Algo que, para mim, serve de instrumento de evangelismo para aqueles que não gostam de pegar na Bíblia, mas gostam dos quadrinhos, desenhos ou filmes do Superman. Usar analogias é sempre uma excelente ferramenta para ajudar pessoas a entenderem o evangelho.
Dessa forma, podemos agora curtir o novo Superman com uma visão ainda melhor, analisando as semelhanças com a história de Cristo e usando-as para trazer novos nerds para o Reino de Deus. Afinal, o mais forte dos heróis foi inspirado no maior Herói da história da Terra!

*Parágrafo retirado do texto de Felipe Caravelli da Legião dos Heróis

Ronan Pedrosa tem 21 anos, é graduando em engenharia florestal pela Universidade Federal de Viçosa e moderador do blog Gospel e Nerd.