Coluna Analógica

As melhores analogias Geek-Cristãs

Entrevistas

Papo com personalidades do meio cristão e do meio nerd

Cartoons Ronan Pedrosa

Os quadrinhos exclusivos do blog Gospel e Nerd

Matérias Curiosas

Singularidades da cultura pop!

Galeria Nerd

Ilustrações memoráveis de artistas épicos

Anuncie aqui

Saiba as vantagens de anunciar sua empresa, loja ou site aqui!

Milagre na Marvel


BA DUM TSSS!!!
Piada do Profeta Erezias!

Viagens no tempo registradas na Bíblia?


Por Hermes C. Fernandes
O texto que se segue é um exercício daquilo que chamo de "Ficção Teológica". Não deve, portanto, ser tomado como doutrina. Apesar da coerência do que proponho aqui, não me atrevo a classificá-lo desta forma. 
***
“O que foi, isso é o que há de ser, e o que se fez, isso se tornará a fazer; nada há novo debaixo do sol”. Eclesiastes 1:9
 A Bíblia é um livro cheio de histórias e personagens misteriosos. Entre eles, destacamos Melquisedeque e Elias. Ambos aparecem do nada, para depois desaparecerem súbita e misteriosamente.

De Melquisedeque se diz que era “rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, que saiu ao encontro de Abraão quando este regressava da matança dos reis, e o abençoou”[1]. Seu nome significa “rei de justiça” “rei de paz”.

As Escrituras sempre relataram a genealogia de seus personagens, demonstrando com isso, que eram seres reais, que viveram em determinada época da História, e não seres míticos. Porém,  Melquisedeque aparece do nada, “sem pai, sem mãe, sem genealogia, não tendo princípio de dias, nem fim de vida, mas sendo feito semelhante ao Filho de Deus”. Como se não bastasse, lemos que ele “permanece sacerdote para sempre”. O escritor de Hebreus nos leva a considerar “quão grande era este, a quem até o patriarca Abraão deu o dízimo”. E aqui, “sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior”. E ele arremata, afirmando que Melquisedeque é “aquele de quem se testifica que vive”[2] .

O Segredo de Thalles Roberto

Sempre soube que era um Dragonborn!

Clássico “O Peregrino” ganha versão em mangá

Lançado pela Editora 100% Cristão, o best-seller “O Peregrino” ganhou uma nova versão em mangá, estilo de quadrinhos japoneses popular em todo o mundo. O clássico escrito em 1678 por John Bunyan tornou-se o livro mais vendido na história depois da Bíblia, e ainda vigora na lista dos mais populares do planeta ultrapassando a marca de 900 milhões de exemplares comercializados. A história retrata a jornada épica de um peregrino rumo à Cidade Celestial, trazendo uma alegoria da vida cristã, suas experiências, desencontros e descobertas. 
Chamado simplesmente de Cristão, o jovem peregrino convive com personagens instigantes como Evangelista, Adulação, Malícia, Apolion e Vigilância. Cada um deles leva o protagonista a momentos cruciais de reflexão e escolhas por um caminho estreito e cheio de mistérios. O enredo simbólico proporciona ao leitor metáforas literárias emocionantes e surpreendentes que, apesar de concebidas há mais de 300 anos, traduzem de forma incrivelmente atual as crises e expectativas da vida em relação ao seu destino. 
Especializada em quadrinhos com temática cristã, a Editora 100% Cristão trouxe para o Brasil um conceito inovador de entretenimento literário, mesclando cultura pop ao editorial religioso. Seu catálogo em HQ (História em Quadrinhos) possui adaptações de livros da Bíblia, graphic novels e obras baseadas em fatos reais. A editora ainda possui jogos cristãos e livros variados. 

Detalhes da obra Título: O Peregrino em Mangá 
Editora: Editora 100% Cristão 
Autor: John Bunyan 
Dimensões: 14,5 x 21cm 
Páginas: 302 
ISBN: 978856700244-6

Garanta já o seu: Clique AQUI e confira esse preço imperdível!

Hyoga fala sobre Deus

No terceiro longa metragem dos Cavaleiros do Zodíaco: "A Lenda dos Cavaleiros de Atena", Hyoga enfrenta Berengue, o lendário cavaleiro que servia com lealdade o deus Abel. 
O fato interessante é que, durante a batalha, Hyoga faz uma declaração incrível a respeito do Deus que sua falecida mãe, Natassia, servia:


O Deus verdadeiro!